quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

O Porto do meu coração


Uma parte de nós ri e outra chora quando tocamos a nossa própria raiz.
Pacificamo-nos e encontramos um rumo para os dias que virâo...
Podiamos percorrer todos os lugares, tocar o nosso coração beijando a terra, e continuariamos procurando esse lugar de origem, de origem primeira, antes da terra e do céu, que nos chama e nos lança no espaço da nossa própria liberdade.

O regresso à terra onde nasci toca-me sempre... talvez mais ainda por quase não ter vivido nela. É como se ouvisse uma música ao mesmo tempo próxima e distante, entre o choro tocado em guitarra (de Lisboa, onde a minha identidade se formou) e o riso cristalino de breves momentos de uma infância sonhada, que me dessem ser mais a norte, onde a alma falava e se ouvia.
A cidade do Porto, para quem como eu se habituou à luz aberta de Lisboa, é demasiado granítica.
Ah, mas quando chegamos ao rio... a cidade abre-se para uma outra luz, e aí compreendemos bem porque chamaram àquele rio Douro, um rio de néctar e sol profundo.


Aguarela em diário gráfico.
Tarde do 4º Encontro dos Urban Sketchers Norte, na Ribeira do Porto, na muito agradável companhia dos Aveiro Sketchers e de sketchers da região. A discreta figura que está do lado esquerdo, a desenhar, é o António Osório.

sábado, 13 de dezembro de 2014

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

comecei a desenhar no autocarro, mas para já, pelas costas, que o à vontade é pouco...

O silêncio de desenhar

Rua de Santa Catarina, no Porto, na manhã do 4º Encontro dos USKP Norte.

Começou por ser um desenho muito exigente para mim por ter uma grande variedade de elementos de arquitectura a integrar na perspectiva. Optei pela simplicidade de representação desses elementos e com alguma concentração vi como poderiam ser tornados mais leves... ao andarmos na rua também não estamos a ver em detalhe tudo, o olhar cria referências simplificadas do que vê à passagem pelas coisas. A simplificação é muito mais próxima da nossa visão dinâmica do mundo.


Desenho a canetas japonesas em diário gráfico

  
Ao desenhar as pessoas deliciei-me com o movimento constante em várias direcções e as várias distâncias a que se encontravam. Nos momentos em que se olha centrado apenas em captar a relação de tamanho e posição entre os vários elementos o olhar faz um tipo de leitura em que coloca tudo como se estivesse no mesmo plano. E aí as pessoas apresentavam-se ao meu olhar de uma forma bastante cómica... as que do lado esquerdo caminhavam mais ao fundo na rua vindo na minha direcção apareciam debaixo do braço esquerdo do personagem que está em primeiro plano (que era o Tiago Cruz) como se fossem pequenos personagens de uma história encantada, que existiam tendo aquele tamanho! Claro que a ilusão durava um breve momento, mas registei-a como algo interessante.
Acho realmente fascinante o que se passa entre os nossos olhos e o nosso cérebro, como traduzimos o que vemos construindo a nossa noção de real!

É também curioso como entramos num silêncio só nosso quando desenhamos no meio do movimento da cidade. Estar em grupo ajuda a proteger esse espaço de silêncio.
      

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Domingo, no Porto

 Em dia de encontro de USK no Porto, mas com coisas já marcadas com outras pessoas e mais duas crianças pela mão...Não deu para aparecer no Bolhão. Mas curiosamente, fui surpreendido a desenhar em frente à casa de Serralves pelo meu mestre Eduardo, o culpado de tantos desenhos..






quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

O olá de uma "wannabe"

Sou nova por aqui. Se tivesse mais juízo e paciência não estaria a poluir os vossos ecrãs de computador, mas a aprender sozinha e a tentar melhorar antes de vir armar-me em pseudo-artista. Acontece que a minha vontade de me juntar a quem admiro supera o meu constrangimento. Ser uma urban sketcher é para mim motivo de grande orgulho, mas devo esclarecer que não passo de uma principiante nestas lides de diário gráfico na rua, ainda que o meu gosto pelo desenho à vista remonte à minha adolescência. Hesitei bastante entre estudar artes ou letras, tendo as últimas acabado por levar a melhor. Mas se é verdade que a literatura continua a emocionar-me, o desenho e a pintura inspiram-me tanto ou mais. Os esboços que tenho andado a fazer são de Madrid, onde estou numa sabática de três meses, mas em breve estarei de regresso a casa. Depois... logo se vê. E como um mal nunca vem só, abri um blogue individual (aqui) para arquivar as minhas... hum... "obras-primas" - e também para registar o processo de pintura, pois gosto muito de fotografar as tintas ainda molhadas sobre o papel.

Trago hoje os dois primeiros desenhos que fiz cá em Madrid. O primeiro é uma vista da Rua do Postigo de San Martin, com a Igreja de San Ginés de Arlés ao fundo:



Já em casa (pois ainda não tenho destreza para usar os pincéis na rua) estrag-, perdão, aguarelei-o e ficou assim:


O segundo desenho é uma perspectiva bastante plana (ainda que me tenha saído torta) de um edifício na esquina da Calle Serrano Jover com a Calle Princesa:



Ao pintar, tentei criar tons matizados, evitando estridências. Mas palpita-me que a minha incapacidade presente de recriar as cores autênticas do que observo me fará saltar o realismo e refugiar-me retrospectivamente no impressionismo. :)


Obrigada por me acolherem entre vocês.
Miú

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Sapateiro a tocar rabecão!

Boa noite.

Fiquei com dúvidas em publicar isto aqui mas após o 4º encontro escrevi uma reflexão sobre o tema... mas acho que às vezes é preciso reflectir um pouco sobre o que se faz.
Pode ser que tenha interesse. Para o bem ou para o mal.
Agradecem-se críticas.

Ver aqui:
http://pensoenquantoexisto.blogspot.pt/2014/12/icc-7-encontro-urban-sketchers-norte.html

Um abraço
TubaFrom

domingo, 7 de dezembro de 2014

Uma semana depois do 4º Encontro dos USK Norte, voltei ao "local do crime" para enfrentar a Torre dos Clérigos que me falhara...

sábado, 6 de dezembro de 2014

4º Encontro - parte II




Restantes registos feitos desde a hora do almoço até ao final da tarde.
Porto, Portugal, 30.11.2014

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Dubrovnik Croatia - 2012

Um outro desenho da minha viagem à Croácia em 2012.

Este é o meu 2º post no USKPN. Eu sei que é pouco mas hei-de postar mais, pois tenho bem mais desenhos comigo!

Espero que gostem e até à próxima!