segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Verano Azul


Rapa-se do fundo do caderno registo da maresia estival de acentuada saudade. Mais ainda quando a flatulência conjuntural inquina os últimos vapores de um verão que, apesar de tudo, conseguiu pintar-se de azul.

Sem comentários:

Enviar um comentário