quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Os dois últimos desenhos de Madrid

Com estas duas perspectivas, verticais e detalhadas, fecho o meu relato gráfico de Madrid, essa cidade vibrante, inspiradora, plena de vida, que ressuscitou em mim a vontade de desenhar.

Fachada norte da Ópera, junto ao Palácio Real.

 Praça de Ramales, um pouco acima do Teatro Real.

Foram desenhos a lápis, retocados em casa a caneta Staedtler de bico 0,1 mm. No primeiro, as cores saíram-me com mais "salero" do que mandava a encomenda; no segundo, os tons esbatidos agradaram-me mais. Viro agora a página. Adeus, Madrid!

(Detalhes do passo-a-passo da aguarela no Caçadora de Desenhos.)

6 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigada, Tiago! Vou aprendendo algumas coisitas à medida que pratico mais e mais...

      Eliminar
  2. Concordo,
    então ficamos à espera de outros desenhos, noutra cidade

    ResponderEliminar